Batman de Tim Burton- 1989 e o ano do Morcego nos cinemas

19/01/2013 19:40

 

                                                                     
 
Os anos 80 estavam fadados ao fim dos filmes de super heróis no cinema, pois Superman havia afundado com o péssimo quarto filme e a Marvel não produzia nada que prestasse.
Eis que a Warner tentou se superar e decide lançar um filme do Batman nos cinemas, para tal empreitada foi convocado para a direção o ainda diretor em inicio, o jovem Tim Burton, que tinha em seu curriculum apenas dois filmes, “As aventuras de Pee Wee” e “Os Fantasmas se divertem”. Sua primeira missão para o filme foi chamar Michael Keaton para o papel principal, o ator participou do segundo filme de Burton e sua convocação para o papel causou uma reação super negativa nos fãs de Batman, pois o cara não tinha nada de parecido com Bruce Wayne, era baixinho, magro e quase careca, os fãs na época chegaram até a escrever cartas de protesto para a Warner tirar Keaton da jogada, a galerinha só veio se acalmar quando foi confirmada a contratação de Jack Nicholson para o papel de Coringa.
                                                               
 
Após todo esses protestos, começam as produções para o filme, Burton para seu Batman se inspirou em duas HQs que foram as clássicas “Cavaleiro das trevas” de Frank Miller e “Piada Mortal” de Alan Moore para criar a atmosfera de seu filme, porem, não foi de todo agradável o trabalho nos estúdios, pois havia muita intromissão por parte da alta cúpula da Warner, resumindo, muita pressão para cima do cara.
O filme então é lançado em 1989, grande bilheteria e vemos ali, apesar de algumas falhas no roteiro, um filme onde temos um Michael Keaton superando as expectativas e calando a boca de muita gente que torcia o nariz para ele, apesar de ficar meio esquisito dentro do uniforme, pois de cara se nota que a mascara dele fica super frouxa em seu rosto e de ter o pescoço duro, pois ele não consegue se virar de lado e quando o faz fica parecendo um boneco de Olinda, temos também uma boa atuação por parte de Nicholson, fazendo um bom Coringa e roubando até as cenas quando ele contracena ao lado de Batman.
No elenco temos também Kim Basinger como Vicky Vale fazendo o interesse romântico de Bruce, temos também Michael Gough fazendo o mordomo Alfred e outros no elenco.
                                                                   
 
O roteiro como falei antes, tem alguns furos, como por exemplo, o Coringa ter sido responsável pela morte dos pais de Bruce, erros de continuidade e o fim dado ao Coringa, infelizmente a morte dele não foi das melhores.
Ponto positivo é a trilha sonora composta por Danny Helfman, até hoje é lembrada por muitos, eu mesmo gosto de usar seus temas do filme como introdução para os shows de minha banda (momento merchan,hehe).
O filme foi lançado, fez boa bilheteria pelo mundo, convenceu os fãs de uma certa maneira e três anos depois saiu sua continuação,  com erros cometidos em alguns momentos nesse filme e com a boa aceitação que teve apesar de tudo, na continuação, Burton conseguiu ter um pouco mais de liberdade ao fazer a outra película.
Na próxima, Batman- O Retorno de 1992.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!