Tim Burton fala sobre ‘Dark Shadows’ na Empire Magazine

23/04/2012 22:28

A edição de maio da revista inglesa Empire, publicou uma entrevista com Tim Burton sobre seu mais novo e aguardado filme: ‘Dark Shadows!

 

Tim deu destaque ao vampiro Barnabas Collins, interpretado por Johnny. E também fala sobre sua opinião à respeito da história de ‘Dark Shadows’.

“Toda família é estranha, se você arranhar a superfície”

Tim Burton nos apresenta a sua mais problemática dinastia: o clã dos Collins de ‘Dark Shadows’.

Famílias estranhas estão no coração de quase todos os filmes de Tim. Desde a família Boggs, que acolheu ‘Edward Mãos de Tesoura’, para o fantasista Edward Bloom (quem vive em sua imaginação) e sua prole confusa em ‘Big Fish’, e ao vingativo ‘Sweeney Todd’. Burton sempre lidou com a esquisitice singular dentro de cada família. Mas, não há nada mais estranho do que o clã dos Collins de seu mais recente, Dark Shadows.

 

 

Quando a Empire o encontrou em um estúdio de som em Londres, Burton ainda estava moldando a vida da família Collins. “Honestamente, nesse momento eu não estou 100% certo de como isso vai ficar”, diz ele sobre o filme. “Mas isso não é incomum. Nós estamos modelando-o agora. É um pouco assustador estar falando sobre isso enquanto eu ainda estou tentando fazê-lo”. O medo pode ser a mentalidade certa para a construção de Dark Shadows. Baseado em uma novela excêntrica, de mesmo nome do final dos anos 60, é uma espécie de horror benigno, cheia de monstros, mas não assusta, relatando uma família muito peculiar, da qual o protagonista é um vampiro e cujos demais personagens abrigam segredos sobrenaturais.

“Toda família é estranha, se você arranhar a superfície”, diz Burton, passando a mão pelo seu cabelo multi-direcional. “Mesmo as que parecem realmente normais muitas vezes são assim, aliás, especialmente as que parecem realmente normais”. A novela que deu origem ao filme era a favorita de Burton em sua juventude e um show que ele afirma ter a culpa da abundância de projetos modernos de vampiros ou o quer que seja. “Essa é a primeira coisa que me lembro que misturou todos esses gêneros diferentes[...] Eu acho que todas essas histórias de vampiros modernos devem muito a Dark Shadows. Embora eu ainda não consiga identificar exatamente o motivo de eu ser fã. Eu posso ver ‘Star Trek’ ou ‘Star Wars’ e saber porque as pessoas são fãs, mas esse é mais difícil de se elaborar. Eu tentei não analisá-lo em excesso.”

A Empire pediu à Burton para analisar os personagens principais do filme, e os atores que ele escolheu para interpretá-los.

O VAMPIRO

BARNABAS COLLINS (JOHNNY DEPP)

“Barnabas Collins é apenas um homem familiar e romântico, que passa a ser um vampiro”, descreve Burton à respeito de seu personagem principal. “Isso foi realmente o elemento-chave de que eu gostava na série original, que não era sobre um vampiro. Ser um vampiro era apenas a parte estranha de sua personalidade, essa coisa estranha que aconteceu com ele.”

No filme, Barnabas começa a viver uma vida muito feliz nos anos 1700, com muitos romances e, geralmente, aproveitando as regalias de seu status de playboy, por ser o herdeiro de uma bem sucedida empresa de pesca, uma fábrica de conservas. Até que ele se envolve com a pessoa errada, uma bruxa com sérios problemas de ciúmes e com alguns consideráveis poderes mágicos. Ela transforma Barnabas em um vampiro e depois o enterra vivo, onde ele permanece até que finalmente é desenterrado em 1972, quando agora os descendentes de sua família não estão com muita sorte, e sua vingativa ex ainda não deu a história como acabada.

“Johnny trouxe esse projeto para mim. Não me lembro se até mesmo já tínhamos conversado que nós dois gostávamos da novela, embora possamos ter, porque nós compartilhamos esse entusiasmo por coisas estranhas e obscuras”, lembra Burton. “O cenário de 1972 é bastante específico. É um momento de transição da história e também foi um tempo de mudança para mim quando criança e enquanto me tornava um adolescente, que foi extremamente desagradável e estranho. Fazendo as pesquisas sobre essa época, eu realmente comecei a ficar doente fisicamente. Mas, com relação à Barnabas, ele é essa pessoa que esteve trancada por 200 anos e volta nesse tempo achando muito esquisito e complicado. [...] Na época dos anos 70 eu já achava estranho, e continuo achando até hoje. Sabe, ver todas aquelas coisas estranhas, como os anéis de humor, os bichinhos de pedra e as bonecas troll (gnomos de cabelos em pé e coloridos), é como falar: ‘Jesus, o que está acontecendo?!’. Esse é o mundo que Barnabas está entrando.”


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!